Acabei de ver
Uma garota-mulher
Lembrei de você
E de como era lindo
Te ver andar
Te ver falar.

Só ficar te ouvindo.

O seu jeito de andar era único
A sua apatia pela moda era fascinante
O seu jeito delicado e racional de amar
Era fantasioso.

Lembro dos finais de semana juntos
Éramos quase Jack e Sally num submundo
Onde reinava a estranheza de estarmos juntos com eles
Mas inteiramente solitários em nossos argumentos sempre lúcidos.

A sua ausência causa abstinência
O mundo inteiro se torna mesquinho
Meus sonhos caem na sombra pelo chão
Olhando as pessoas consumindo histerias
Para a tristeza de suas reais alegrias.

Eu me sinto tão sozinho.

Lembro das tardes que passávamos juntos
Os filmes incríveis
Os comentários intelectuais
Sempre prazerozos.

Lembro da tua voz,
Do seu toque amigo,
De todo o seu charme de garota-mulher.

Juliana,
Doce garota
Mulher forte
Você ainda faz muita falta.

juliana prosa10882294_10205120249067613_174265758946092473_nimages1111111111111180D5B

Anúncios