Eu estive negando tudo o que vejo

Toda a verdade obscura

Sangrando ao vento.

Eu senti o cheiro.

Senti o amargor do fel.

 

Os cabelos sobrevoavam no ar

Capturando todas as almas perdidas

Torturadas em meu lugar.

 

Por todo lugar há espíritos carniceiros

Querendo me roubar

Querendo me levar

De mim

De todos

O tempo todo.

 

A loucura coletiva é filha do Caos que nos domina.

 

Eu andei resistindo por muito tempo

Mas a mentira escorre pelos vidros da janela

E me cortam a alma

Me fazem cair lentamente

Como uma folha sem vida

No ar.

 

As árvores perderam sua cor

O verde ficou marrom.

Os lares se tornaram campo de guerras

Pais obrigam e torturam os filhos

Os filhos se matam

Se jogando ao mar.

 

O tempo é nublado sempre

O frio em nossa alma sempre se faz

Não vemos mais a estrela cadente

Será que algo algum dia irá brilhar?

 

Num céu cheio de fumaças de indústrias

Iremos encontrar e contar todas as estrelas?

Ou elas se perderão na contaminação de todo nosso ar?

 

Agora eu permaneço imobilizado por estes pensamentos.

E ao sentir toda a dor e tristeza ao mesmo tempo,

Enlouqueço.

 

A angústia não é mais passageira

O Universo parece conspirar contra nós

A ambição, a ganância e o poder nos cegam

Nos aprisionam em sua estúpida ilusão.

 

Somos livres?

Vivemos obedecendo.

Publicidade e propaganda

Religião e dinheiro

Estética e vaidade virtuosa

Resignação

Ódio

E medo.

 

Amar

Sentir-se triste

É coisa de gente fraca.

É coisa de humano crente.

 

A economia nos exige frieza e calculismo

Agilidade e prontidão

O coração foi-nos arrancado

Junto a todas nossas emoções ao chão.

 

A frieza é imperial

A superficialidade é digna

A mentira é oficial

A verdade com nada combina.

 

Vivemos em total miséria e solidão

Mas somos a sociedade agitação

Ninguém tem tempo para ficar triste

Nem chorar a morte de um ente querido

Nem sofrer de decepção.

 

Somos mais amigos dos aparelhos

Que nos escravizam cada vez mais

E obcecados estamos em sermos mais virtuais.

 

Até que ponto da tecnologia os nossos sentimentos chegaram?

Ou será que todos estão presos em emotions de redes sociais,

Vivendo off line como personagens?

 

irobotimages11111

images11111111images1333333333333

Anúncios