Eu estive tanto tempo trancado em meu quarto escuro
Me escondendo de medos reais e imaginários
Nunca pensei que houvesse vida lá fora
Nunca pensei que fosse me encontrar.

Num céu limpidamente azul
Onde os pássaros voam livremente
Eu ouço uma grande harpa tocar
Eu posso tocar o seu belo rosto
Então eu sei que nesta noite
O meu anjo triste irá cantar
Belas canções de ninar com sua voz suave
Quando eu me deitar
E fechar novamente os olhos.

Reprimido por todos os meus traumas de infância
Eu estava preso em minhas sombras
Onde o trágico fim era o meu destino
Num vale da morte eu me encontrava
Perdido, sozinho e caído por todas essas feridas que não parecem cicatrizar.

Eu era prisioneiro das minhas próprias dores
Onde a única saída era me suicidar.
Mas hei que a luz no fim do caminho se ergueu
E eu então eu pude ver
Os seus braços abertos a me esperar.
Doce anjo,
Você é a razão do meu respirar.

Entorpecido em meu cais
Sem uma voz
Eu estava andando erroneamente em meu labirinto
De espíritos carniceiros mortais
Ao som de morcegos e corvos me seduzindo
A beira do meu próprio precipício.

A escuridão me seduzia por sua vez
Era linda a sua tristeza e o seu abandono
Num torpor de desesperança
Ela me contava sua triste história
De inocência morta desde a infância.

Mas hoje eu terei o seu toque
O seu calor e o seu corpo
Que me inspira sonhos tão reais
E a minha insegurança no mundo se desfaz
E eu já não afundo em meu pranto.

Queria viver eternamente assim
Com você me salvando de mim
Me dando o teu colo e o teu amor
Que em meu espírito só me satisfaz.

Eu sinto que cheguei à superfície do mar
De lágrimas caídas e perdidas há tanto tempo
Em minha alma cansada de esperar.

No fundo ninguém sobrevive
Ninguém respira nem abre os olhos
A vida é um eterno sonho
Que se passa em nosso imaginário
De flores mortas em nossos quintais.

Em nossa casa não habita a luz
Mas as trevas costumaz
Dormir é um pesadelo
Quando se quer fugir da realidade
Que te sufoca e te agride no âmago
De um corpo arrastado e sem paz.

Então não feche a porta
E jamais apague as luzes do nosso quarto
Eu preciso ter certeza que você voltará esta noite
E que não me abandonará como os outros.

E ao chegar,
Me beije nos lábios
Então eu abrirei os meus olhos cansados
E tristes de tanto enxergar
O caos do mundo .

Então estarei livre de toda agonia e dor
Desta existência vazia
Desta vida sem sentido e rumo
E saberei que ainda há uma razão para continuar.

Porque comigo você vai estar
Até o fim dos tempos
E jamais irá me deixar
Caído em minhas próprias asas quebradas
Esperando a morte chegar.

 

anjos11Amy dormindo

Anúncios